domingo, 18 de novembro de 2012

VERDADES


"Há uma ligação entre todos os seres vivos, plantas, animais e pessoas que habitam o planeta. Todos somos um. E, embora possamos entrar e sair da vida, nossa alma, nossa energia, nossa essência nunca desaparecem.
Somos seres infinitos – cada um de nós." (Infinito - Os Imortais)

TESTEMUNHO

imagem daqui...

Bom dia a todos!!
Começo por dizer que me deitei relativamente tarde esta noite e amanheci cedo para trabalhar...
Venho contar-vos a minha experiência na Taberna Ideal, na Rua da Esperança, em Santos, Lisboa, esta noite que passou.
Famosa (cof, cof...) e "apaparicada", para mim foi uma completa desilusão... Muito pior do que esperava... Não podia deixar de referir... O atendimento pouco personalizado, mecânico, chato e inconveniente...
Quanto aos pratos: poucos e complicados! Apresentação da carta: não existe! Tudo escrito na ardósia... Até aqui... tudo bem (mais ou menos)...
Não vou falar das entradas... dispenso...
Uma sangria horrosa, com um forte sabor a vinho branco, de frutos silvestres... mau...!; e eu que gosto tanto de beber num jantar agradavel com amigos e família...
Pedi uma água... bem... não sei de onde a sua origem... D'el cano?? Bom... também não questionei (já estava suficientemente chatiada...)... posso apenas constatar que a água que pedi, natural, foi-me apresentada numa garrafa de vidro fosco, verde, e uma rolha de cortiça... (hããã?? que merda é esta?)
A disposição da mesa... uma lástima. Um prato de cada cor e nação... todos eles lascados e gastos... comemos com um individual, basicamente, em papel A4... UAU!
Atendimento sempre demorado...
Uma sopa de alho francês apurada demais, com todo o tipo de ter levado farinha para engrossar e bastante azeite, ou como referiram, manteiga... bhhaaaa
Escusado será dizer que fiquei-me por provar os pratos principais da minha companhia e desaprovei, com todas as letras... até o raio da salada que acompanhava um virado de bacalhau...
Um espaço "acatitado", lotado de gente a fumar (cerca de 30 pessoas...), com apenas 2 ventoinhas, a meu ver, a funcionar, e as janelas e porta fechada... ardiam-me os olhos de tanto fumo e por fim uma incrivel dor de cabeça... para além da desagradavel sensação de comer naquelas condições...
Para além de tudo o que referi, senti sempre a pressão de pedirmos mais pratos, da falta de rigor, da sugestão "partilhar" por todos, do preço desajustado e do "larga a nota...!" (senti realmente isso...).
Um espaço falsamente descontraído, na minha modesta opinião... e tudo muito "a despachar"...
Este é o meu testemunho, mas nada melhor que experimentarem... Não vamos discutir gostos...

Pontos positivos: posso dizer que gostei dos cogumelos selvagens com castanhas...

sábado, 17 de novembro de 2012

Água Termal – suavizante e antirradicais livres.


Pessoalmente uso a água termal da marca La Roche Posay.
Perfeito para depois da depilação, depois do banho, antes de dormir, antes de passar creme hidratante no rosto... Para as óbvias queimaduras solares... até para o rabinho dos bebés... tem inúmeras aplicações!
Deveria fazer parte da rotina de beleza de todas nós. Viciei-me nela devido a, ultimamente, estar sempre a compor as 
sobrancelhas, de forma a acalmar e a cicatrizar a pele...
Não é uma água milagrosa mas realmente tem propriedades calmantes, sendo rica em sais minerais e oligoelementos, sempre indicada para peles sensíveis, que é o caso da minha.

Super recomendado!

ESTILO URBANO


Gosto de contrastes, nomeadamente tendo o preto ou o branco como a base da maioria das produções. Adoro roupa estilizada, moderna, com motivos abstratos, cortes direitos, couro... Talvez por ser um estilo típico de mulheres fortes, seguras e com personalidade; mulheres cosmopolitas, modernas, práticas e ligadas ao mundo da tecnologia. Adoro peças com design diferente, peças marcantes, com formas geométricas, também...; e ao mesmo tempo simples e descomplicada. Eu sou assim!
Adoro cabelos com volume, mais ou menos despenteados, bem como apanhados básicos. Maquilhagem reforçada em tons escuros, como cinza ou preto... Boca nude ou vermelha...
Botas ao estilo motard são as minhas preferidas. Faz-me sentir poderosa... Eu gosto!
(pena o marido não permitir ser "mais eu"!! lol)

E vocês, meninas? Identificam-se?

VAMOS ÀS COMPRAS??












Tudo BERSHKA!
É tão difícil resistir...